Estrangeiros preferem novelas de época a tramas atuais

Record tem queda brusca na comercialização de seus folhetins recentes

Agencia Estado

06 de julho de 2007 | 16h15

Começou bem, mas não se manteve. Basta dar uma olhada nos números das vendas internacionais da Record para perceber uma queda brusca na comercialização dos folhetins recentes da emissora.A Escrava Isaura, primeira novela a ser comercializada para o exterior é um sucesso de vendas.Pelo menos 17 países já se renderam a história da escrava branca, entre eles: Paraguai, Peru, Albânia, Chile, Argentina e Equador. A trama continua sendo exibida em 11 canais, na maioria deles, com bons índices de audiência. A comercialização de Escrava começou em 2006.Na seqüência veio Essas Mulheres, também trama de época, vendida para seis países. A novela permanece no ar em apenas dois.Depois vieram as tramas contemporâneas, como Prova de Amor, comercializada para seis países. Com Bicho do Mato as coisas complicaram. Só o canal Teleamazonas, do Equador, se interessou pela trama.Já Vidas Opostas parece ser o azarão do canal. A novela, que estreou em novembro no Brasil, ainda não encantou nenhum comprador internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
NovelasRecord

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.