Estilos francês e italiano na obra de Leclair

OUÇA TAMBÉM

O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2013 | 02h15

SONATAS PARA VIOLINO OPUS 9

Artista: Luis Otávio Santos Álbum:

Ramée (2004) Gravadora: www.classicsonline.com

LUIS O. SANTOS

LECLAIR: CONCERTOS PARA VIOLINO OPUS 7

classicsonline.com

ÓTIMO

Luis Otávio Santos, mineiro nascido em 1972 em Juiz de Fora, estudou violino barroco na Holanda com Sigiswald Kuijken, um dos papas da música historicamente informada. Nos últimos 20 anos, conquistou tudo neste domínio. Foi professor em Fiesole, na Itália, e do Conservatório Real de Haia. Tocou e gravou com os mais afamados grupos barrocos europeus. Suas gravações têm recebido prêmios internacionais. Em 2004, ganhou seu primeiro Diapason de ouro da revista francesa, pela gravação das sonatas de Jean-Marie Leclair (1697-1764), com Alessandro Santoro e Ricardo Miranda. E agora repete o feito como solista nos concertos para violino opus 7 do mesmo compositor, com Les Muffatti, regidos por Peter van Heyghen. Violinista e compositor, Leclair fez a síntese entre o estilo musical francês do século 18 e a sonata no estilo italiano de Corelli. Luis Otávio registra, neste CD excepcional, a leitura de referência destes concertos. Um triunfo. / JOÃO MARCOS COELHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.