Estilo inconfundível de Sommer encerra o 5º dia do MorumbiFashion

Marcelo Sommer finalizou o quinto dia de desfiles do Morumbi Fashion brincando com o brega, o universo infantil e com as referências de época. Seu estilo é inconfundível: jovem, descontraído e pessoal. As listras e xadrezes fazem parte de quase todos os looks muitas vezes misturados. Nas cores, vários tons de azul, desde o turqueza, azul bebê, noite ou marinho.A trilha sonora de Roberto Carlos iniciou o desfile numa passarela luminosa com vários desníveis e o logo de Sommer brilhando ao fundo. As peças mais inusitadas são as saias armadas de várias formas, cicular ou quadradas, deixando o corpo escondido. Os volumes estão também nas mangas bufantes, nas tornozeleiras com enchimento ou nas próteses de nádegas, redondas ou em forma de rabo de cisne. As estampas de rostos infantis e de cavalos alados estavam em camisetas. Nas calças ou blusas desenhos de olhos e gráficas. O mais marcante são os quadriculados e listrados em saias plissadas curtas e assimétricas, nas botas de cano baixo, nos escarpins e nas camisas comportadas. Sua marca registrada é misturar técnica de alfaiataria com peças esportivas como por exemplo nos bermudões masculinos combinados com blazers. Os ternos vinham modificados por detalhes de punhos de malha, estilo moleton. Nos tecidos, algodão, índigo, tafetá, linho, crochê, tricot e materiais que lembravam tapeçaria. As peças de Sommer não são feitas para marcar o corpo. Muito pelo contrário, são evasés, balonés ou em formato trapézio. Nos acessórios, cintos com tachinhas, sapatilhas, botas de salto alto, sapatos tipo boneca e tênis.O estilista não se rende às tendências e faz uma moda personalizada. Jovem, irreverente e para um público específico.

Agencia Estado,

02 de julho de 2000 | 22h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.