AFP
AFP

Estilista francês Hedi Slimane assume direção artística da Céline

Ele promete apresentar o primeiro desfile pela marca de luxo em setembro de 2018; antes, Slimane foi responsável pela criação na Yves Saint-Laurent

AFP

21 Janeiro 2018 | 23h18

O estilista francês Hedi Slimane foi nomeado diretor de criação artística e de imagem da marca de luxo Céline - anunciou neste domingo, dia 21, o grupo LVMH, ao qual a grife parisiense pertence desde 1996.

Hedi Slimane, de 49 anos, já foi responsável pela criação na Yves Saint-Laurent entre 2012 e 2016.

Agora, "dirigirá, a partir de fevereiro, o conjunto das coleções da Casa (Céline), que ele estenderá à moda masculina, à couture e aos perfumes", informa o comunicado do grupo.

“Estou muito contente por me unir a Bernard Arnault nessa missão apaixonante para a Céline. Estou ansioso para voltar para esse mundo excitante da moda e para o dinamismo dos ateliês”, disse o estilista, fazendo alusão ao presidente do grupo LVMH, um dos homens mais ricos da França.

+++ Filarmônica vira passarela para desfile da Chanel na Alemanha 

Ao assumir a direção artística da Céline, Slimane passa a controlar uma das marcas mais influentes dos últimos anos. Sob a batuta de Phoebe Philo, a grife se tornou uma referência para quem busca uma moda dita "cerebral". Legitimadas por modelos de bolsas e outros acessórios que conquistaram o público e foram copiados por vários concorrentes, os looks amplos e conceituais propostos pela estilista britânica, na contramão da tendência sexy dominante, conseguiram se impor com o passar dos anos.

Para Slimane, conhecido por controlar todos os aspectos das marcas para as quais trabalha, esse novo desafio se apresenta com um excelente laboratório criativo. O estilista apresentará seu primeiro desfile na Céline em setembro de 2018.

Mais conteúdo sobre:
moda Hedi Slimane Céline

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.