Estátua de granito de Ramsés II é encontrada no Nilo

Estudos demonstram que a cabeça pertence ao rei Ramsés II, tem traços definidos, nariz e queixo quebrados

EFE,

24 de setembro de 2008 | 15h21

Arqueólogos egípcios descobriram uma cabeça de granito pertencente a uma estátua de Ramsés II no Delta do Nilo (norte do Egito), informou hoje o Conselho Superior de Antiguidades (CSA) em comunicado.   A peça foi encontrada em um sítio arqueológico em Tell Basta, na província deSharquiya, e estava enterrada a 1,5 metro de profundidade, afirmou o ministro da Cultura do Egito, Farouk Hosni, na nota. Hosni também afirmou que os arqueólogos egípcios encontraram a cabeça quando realizavam escavações na região.   "Os estudos iniciais demonstram que a cabeça da estátua pertence ao rei Ramsés II, tem traços definidos e o nariz e o queixo estão quebrados", declarou Hosni.   Por outro lado, o secretário-geral do CSA, Zahi Hawas, afirmou que "as escavações neste sítio podem levar à descoberta de um templo de Ramsés com os restos da estátua, que pode ter até 4,5 metros de altura".   Tell Basta é um dos sítios arqueológicos mais importantes da região do Delta do Nilo, uma reunião de escombros que indica o local da antiga Bubastis.   Segundo o historiador grego Heródoto, Bubastis - capital egípcia durante a 22ª dinastia - era considerada a cidade mais culta do Egito e nela se venerava a deusa Bastet, representada pela figura de uma mulher com a cabeça de gato.

Tudo o que sabemos sobre:
REI RAMSÉS IIESTÁTUA DE GRANITONILO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.