Estação Júlio Prestes será ampliada

A cidade vai ganhar um novo espaço cultural na Estação Júlio Prestes. A inauguração deve ocorrer em dezembro com a peça Os Lusíadas, dirigida por Ruth Escobar. A nova sala de espetáculos, que pode ser usada para vários eventos, de apresentações de teatro a exposições, vai ser feita pela Secretaria de Estado da Cultura no Concourse da estação. Trata-se de um salão retangular de 800 metros quadrados, com belos vitrais e lustres, além de teto altíssimo e decorado, onde hoje funcionam as bilheterias.Segundo o secretário estadual da Cultura, Marcos Mendonça, a entrada da bilheteria vai ser agora lateral, paralela ao salão. "Os arcos do Concourse, que dão vista para a plataforma dos trens, vão ser fechados com vidro próprio para isolamento acústico", explica Mendonça. O projeto é do arquiteto Ruy Ohtake.Esse "cenário" das composições será mantido. "Mas, se o espetáculo exigir privacidade, haverá persianas para isolar a sala."Além de eventos culturais, o espaço pode abrigar eventos da inicativa privada, como desfiles e banquetes, cuja renda reverteria para a Sala São Paulo. A capacidade do Concourse é de 650 pessoas em peças de teatro e de 800 nos demais eventos. Não haverá cadeiras nem palco fixo. Tudo será montado a cada espetáculo.Feira - Também na Júlio Prestes, na praça em frente da estação, deve começar a funcionar no dia 26 uma feira de antigüidades e artesanato regional sempre aos domingos, das 8 às 18 horas. Serão 260 expositores.A coordenação será do mesmo grupo que faz a feira da Praça Benedito Calixto. "A idéia é oferecer alimentação de qualidade também e, uma vez por mês, convidar um restaurante renomado de São Paulo para fazer um dia de degustação no local" diz.Além disso, em janeiro, provavelmente no aniversário da cidade, no dia 25, de acordo com o secretário, deve começar a funcionar na Rua General Osório, entre a Rua dos Andradas e a do Triunfo, a Rua do Choro. "Há quatro lojas de instrumentos musicais na área e a tradição dos chorões reunirem-se aos sábados para tocar." Segundo Mendonça, a secretaria vai aproveitar essa vocação e dar infra-estrutura para que o evento ganhe a rua todos os fins de semana."Alugamos um casarão em ruínas, que será reformado para abrigar o Clube do Choro", garante. "Vamos incentivar a reforma das fachadas e a caracterização de todos os botecos em função do tema musical."De acordo com Mendonça, também no aniversário da cidade, a Estação da Luz terá novidade. Vai receber uma iluminação especial que valorize sua arquitetura. A obra, de R$ 1 milhão, será bancada pela Eletropaulo. Depois, a restauração do prédio vai ser feita pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.