"Essas Mulheres" vem inspirada em José de Alencar

Inspirada em três grandes obras de José de Alencar - Senhora, Diva e Lucíola - a nova novela da Record, Essas Mulheres, estréia hoje com a missão de manter a boa audiência conquistada pelo remake de A Escrava Isaura, que na última semana de exibição alcançou média de 17 pontos, com picos de 20. "Será um desafio, mas iremos conseguir. A novela é muito boa e temos um elenco arrebatador", diz confiante o diretor Flávio Colatrello, que por 18 anos trabalhou na Rede Globo.Para Marcílio Dias, que está fazendo a livre adaptação dos três romances, "juntar três histórias é um exercício de dramaturgia muito difícil". Mas isso não o desanima. "Os três livros são fantásticos e quanto mais difícil o desafio, mais surpreendente será o resultado", garante ele, cujo último trabalho na televisão foi a minissérie Chiquinha Gonzaga, escrita a quatro mãos com Lauro César Muniz.As principais mulheres da trama serão representadas por Christine Fernandes (Aurélia, de Senhora), Miriam Freeland (Mila, de Diva) e Carla Regina (Maria da Glória, de Lucíola). No começo da história Aurélia é pobre e trabalha como empregada na mansão da rival, Adelaide (Adriana Garambone), com quem disputa o amor de Fernando (Gabriel Braga Nunes). Depois que recebe a herança da avó, Aurélia se casará com ele mas não será feliz. Maria da Glória é uma moça simples que se tornará cortesã com o propósito de comprar remédios ao pai, e depois será expulsa de casa por ele. Ao se apaixonar por Paulo (João Vitti), vai refletir sobre o rumo que sua vida tomou. Já Mila, amiga confidente de Aurélia, será uma jovem inconformada com os limites impostos à mulher na sociedade da época. No elenco estão ainda Paulo Gorgulho, Marcos Winter, Ingra Liberato, Tânia Alves, Luciene Adami, Ewerton de Castro, Leonardo Miggiorin, Ana Beatriz Nogueira, Ana Rosa, Roberto Bontempo, João Vitti, Petrônio Gontijo, Marcos Breda e Daniel Boaventura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.