Esposa é falsa, mas a renda é de verdade

Sucesso ao entrar em cartaz nos EUA, comédia romântica tem tudo para agradar aos fãs do gênero

Elaine Guerini, O Estado de S.Paulo

04 de março de 2011 | 00h00

Quando era criança, Adam Sandler mal chegava da escola e já corria para ligar a TV. "Cresci vendo Jerry Lewis, Abbott e Costello, Os Três Patetas e os Irmãos Marx." Filho de um engenheiro elétrico e de uma professora, o garoto nova-iorquino só tinha um assunto: "As trapalhadas dos meus personagens favoritos".

Na adolescência, seus ídolos mudaram, mas a comédia manteve a sua influência, o que explica a opção de Sandler, mais tarde, pela carreira de humorista. "Sou feliz com o caminho que escolhi. Por isso, quando assisto ao Oscar, não me lamento, dizendo: Por que eles não me dão uma estatueta?".

Aparentemente, ela não troca o sucesso comercial, conquistado como ator e produtor de hits de bilheteria, como O Paizão (1999), Click (2006) e Gente Grande (2010), pelo reconhecimento artístico. Agora, ele é protagonista e produtor de mais uma comédia com vocação mainstream. Em Esposa de Mentirinha, divide a cena com Jennifer Aniston, uma das atrizes mais requisitadas por Hollywood para os papéis de heroína romântica. "Jennifer é a mulher mais adorada que conheço. Depois desse filme, as mulheres me param na rua para me cumprimentar. Foi como se eu tivesse trabalhando com uma princesa."

O impacto também foi sentido nas bilheterias. Em cartaz a partir de hoje nas telas brasileiras, Esposa de Mentirinha liderou o ranking em sua estreia, há três semanas, nos EUA - onde já acumulou mais de US$ 80 milhões. "Faço os filmes que eu e meus amigos gostamos de assistir", afirmou Sandler, que trouxe o amigo Dennis Dugan mais uma vez para gritar "ação!" no set de filmagem. O cineasta é responsável por quatro de seus filmes - entre eles Zohan - O Agente Bom de Corte (2008) e Eu os Declaro Marido e... Larry (2007).

Desta vez, Sandler encarna um cirurgião plástico de Los Angeles que finge ser casado para se dar bem com as mulheres. Como o personagem mesmo diz, é impressionante o número de garotas que querem consolar um sujeito infeliz no casamento.

Sua vida só complica quando o médico finalmente encontra uma mulher que o interessa, uma jovem exuberante e com metade de sua idade (Brooklyn Decker). Para sustentar a sua mentira, ele pede a ajuda de sua assistente (Jennifer Aniston), insistindo que ela se passe por sua esposa, de quem o cirurgião estaria se divorciando. Daí o título. "Procuro bolar novas piadas e pegar o espectador de surpresa. Adoro quando me telefonam dizendo que riram de algo nos meus filmes."

Pouco antes do lançamento de Esposa de Mentirinha nos EUA, Sandler ganhou uma estrela na Calçada da Fama, tradição criada nos anos 50, em Hollywood. "Estou feliz por ter todos aqueles pés em cima de mim. Pouca gente sabe, mas você não ganha uma estrela simplesmente. Isso custa dinheiro. Acredito que alguém tenha comprado a laje com o meu nome para mim", brincou o ator de 44 anos.

Sua estrela está na Hollywood Boulevard, em frente do W Hotel. "Espero que as crianças vejam a estrela e digam: "Que bacana!" A verdade é que fui um daqueles garotos bobalhões, como muitos por aí. E de alguma forma me dei bem. Espero que eles também almejem ter uma estrela própria algum dia."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.