Bob Sousa/ Divulgação
Bob Sousa/ Divulgação

Espetáculos teatrais encerram temporada em SP

Domingo é o último dia para assistir a sucessos de 2011 que saem de cartaz

Maria Eugênia de Menezes - O Estado de S. Paulo, AE

16 de dezembro de 2011 | 10h07

Convém correr. Para quem tem planos de ir ao teatro antes de 2011 acabar, esta é a última chamada. Mais de 40 espetáculos encerram suas temporadas nos próximos dias. E sabe-se lá se e quando voltarão ao cartaz. Até domingo ainda há tempo para ver trabalhos como As Três Velhas, uma leitura notável de Maria Alice Vergueiro para a obra de Alejandro Jodorowsky. Ou Os Altruístas. Primeira direção de Guilherme Weber fora da Sutil Companhia de Teatro, a peça é protagonizada por Mariana Ximenes e tem texto do festejado Nicky Silver.

Felizmente, porém, nem todas as produções encerram definitivamente suas carreiras com o fim do ano. E muitas já têm data de reestreia marcada. É o caso de Luis Antonio - Gabriela. Recentemente escolhida pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) como melhor peça do ano, a montagem retorna no dia 12 de janeiro ao espaço da Funarte. Dirigida por Nelson Baskerville, trata-se, indubitavelmente, de uma das maiores surpresas de 2011. Estreou sem muito alarde em março. E, desde então, não parou de conquistar entusiastas, entre críticos e público.

Com a última sessão do ano agendada para domingo, Hécuba é outra das montagens que também já têm data para retornar ao palco. Protagonizada por Walderez de Barros e conduzida por Gabriel Villela, a tragédia ocupa novamente o Teatro Vivo a partir do dia 13 de janeiro. Em situação semelhante, também devem retornar ao cartaz: O Belo Indiferente, que volta dia 5/1, Petróleo, que reestreia em 21/1, e Conversando com Mamãe, com retorno prometido para 27/1.

Além de guardar espaço para as reestreias, já vale começar 2012 reservando tempo para conferir o que irá surgir de novo. Depois de passar pelo Rio de Janeiro, Vicente Celestino - A Voz do Brasil aporta no Teatro Anhembi Morumbi a partir do dia 13. Na mesma data, também poderá ser visto por aqui outro musical que foi sucesso na temporada carioca: Hair, assinado por Charles Möeller e Claudio Botelho.

Para além do circuito das grandes produções, a agenda do próximo ano também guarda boas promessas. Em 26 de janeiro, o ator Caco Ciocler surge no monólogo A Construção, baseado em texto de Kafka. Março será o mês da estreia de Ao Coro Retornarás, novo trabalho da Cia. São Jorge de Variedades. Já para abril está previsto Ifigênia, da cia. Elevador Panorâmico.

Tudo o que sabemos sobre:
teatrotemporada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.