Divulgação
Divulgação

Espetáculo em SP é baseado na obra de Virginia Woolf

'Anjos Negros' fica em cartaz de hoje a domingo, na Galeria Olido, com entrada gratuita

AE, Agência Estado

03 de fevereiro de 2011 | 11h31

No princípio, era o verbo de Virginia Woolf (1882-1941). Depois, ele foi sendo transformado, traduzido e reprocessado em gestos e dança. A escritora inglesa foi a grande fonte de inspiração da Cia. Fragmento para a criação do espetáculo Anjos Negros, que leva a assinatura da coreógrafa Vanessa Macedo - e que fica em cartaz de hoje a domingo, na Galeria Olido, na região central de São Paulo. A entrada é gratuita.

O espetáculo nasceu depois da experiência do grupo em Corpos Frágeis, de 2010. Naquela ocasião, Vanessa criou coreografias para representar nove personalidades femininas que promoveram importantes contribuições nas áreas da arte, da ciência e da política. Foram elas: Judy Garland (1922-1969), Maria Callas (1923-1977), Simone Weil (1909-1943), Madame Curie (1867-1934), Katherine Mansfield (1888-1923), Frida Kahlo (1907-1953), Billie Holiday (1915-1959), Jacqueline du Pré (1945-1987) e a própria Virginia Woolf (1882-1941).

"Para criar a coreografia de Anjos Negros me inspirei na vida e na obra de Virginia, principalmente no sentimento de inadequação que ela deixava transparecer em seus livros e em sua própria personalidade", fala Vanessa Macedo. Outro ponto importante representado em forma de dança é a relação da autora com a morte (Virginia se suicidou em 1941). "Temos um momento do espetáculo em que usamos um guarda-chuva de flores secas como elemento cênico", completa.

A forma como Virginia escrevia também foi fonte de inspiração para a coreografa. A obra da inglesa (mais conhecida por livros como O Leitor Comum, As Ondas e Mrs. Dalloway) tinha uma característica marcante: suas narrativas captavam o fluxo de consciência dos personagens, focando o mundo interior de cada um (onde tempo e espaço não são tão importantes para a construção de seus romances). "Tentei levar essa mesma sensação para os meus movimentos. Trata-se de uma coreografia sem começo, meio ou fim. Como se captasse esse fluxo de consciência", diz Vanessa.

O espetáculo tem como proposta convidar um artista para intervir na composição cênica. Para essa temporada na Galeria Olido, foram convidados a bailarina e professora Angela Nolf (quinta), o bailarino Edson Calheiros (sexta e sábado) e a artista plástica Nani Brisque (domingo). "A ideia é que o artista convidado assista a um ensaio do grupo e, no dia da apresentação, entre em cena e faça uma performance não ensaiada. É sempre uma surpresa para o elenco". As informações são do Jornal da Tarde.

Anjos Negros - Galeria Olido (Av. São João, 473). Tel. (011) 3334-0001. De hoje a sábado, às 21h; domingo, às 19h. Até 6/2. Classificação: 12 anos. Entrada gratuita. Ingressos disponíveis na bilheteria uma hora antes do espetáculo.

Tudo o que sabemos sobre:
dançaVirginia Woolf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.