Espetáculo de dança homenageia produção mineira

Uma semana agitada para a dançacontemporânea. O Teatro de Dança (antigo teatro Itália)apresenta a mineira Gabriela Christofaro em Por Que tão Solodesta sexta-feira, 9, a domingo. O Rumos Dança do Itaú Cultural encerra suamaratona de estréias neste fim de semana. Mas as atividades nãoparam por aí: a partir de terça-feira, 13, o Sesc Pinheiros abre asportas para o projeto Dança pelos Ares. Em Por Que tão Solo, a intérprete Gabriela Christofaro com direção de Tarcísio Ramos Homem e Ricardo Garcia na criaçãoaudiovisual, se inspirou na história recente da dança de BeloHorizonte, na vida de bailarinos e coreógrafos desde a década de1940 até os dias de hoje. Gabriela cria seus movimentos a partir defotografias e depoimentos gravados de artistas como Klauss eAngel Vianna, Arnaldo Alvarenga, Dudude Hermann, Dulce Beltrão,Helena Vasconcelos, Joaquim Elias, Maria Clara Salles, VaniltonLakka entre tantos outros talentos. Uma homenagem aos artistas egrupos que construíram, em diferentes épocas, a dança da capitalmineira. "A movimentação do espetáculo foi pensada a partir dosdiálogos com esses artistas, com as imagens e com os depoimentos Essas entrevistas, a memória e as idéias de cada um serviramcomo base para a criação dos movimentos", explica Gabriela. Apartir das improvisações da bailarina, o diretor elaborou adramaturgia do solo e selecionou os movimentos coreográficos."Por Que tão Solo" recebeu o Prêmio Funarte da Dança KlaussVianna 2006 e obteve patrocínio Petrobras. Este também é o último fim de semana para conferir asestréias da Mostra Rumos Dança do Itaú Cultural. Amanhã, na Sala Crisantempo (Rua Fidalga, 521) a partir das 20horas, o público pode conferir In-Organic, de Marcela Levi, eem seguida Gêmeos, de Alex Cassal e Michelle Moura, os três doRio de Janeiro. No sábado, no Espaço Rumos Dança (Avenida Paulista, 149) às 17 horas, a pesquisadora Sigrid Nora lança o livro "Húmus 2" que reúne artigos sobre dança e corpo. À noite, é a vez dosintérpretes de São Paulo na Sala Crisantempo, a partir das 20horas com: Alcântara, de Daniela Dini, Organizador de Carne,de Sheila Ribeiro e Josh S., e Pele pelo Osso com DanielFagundes. Para encerrar, no domingo, também na Sala Crisantempo,Juliana Moraes e Anderson Gouvêa apresentam, às 15 horas, UmCorpo do Qual se Desconfia. E na Sala Itaú Cultural, a partirdas 18 horas, Por si só com o pernambucano Helder Vasconcelos. Já o projeto Dança pelos Ares, organizado pelo SescPinheiros (Rua Paes Leme, 195), apresenta trabalhos que mesclamconceitos de dança, teatro e do novo circo. A abertura será naterça-feira com a Cia. Suspensa, que mostra "Pouco acima".Durante o evento serão realizadas oficinas gratuitas com o grupoSem os Pés no Chão e o lançamento de um videodocumentário. Por Que tão Solo TD - Teatro de Dança. Av. Ipiranga, 344, (11)2189-2555. 6.ª e sáb., 21 h; dom., 18 h. R$ 16 Rumos Dança. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, (11) 2168-1776.Amanhã a domingo, 20 horas. Grátis

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.