Especialistas redescobrem tela de Rembrandt

Especialistas identificaram um auto-retrato de Rembrandt que foi alterado há mais de 300 anos para que ficasse mais parecido com um nobre russo, segundo informou nesta quinta o Museu da Casa de Rembrandt, em Amsterdã. O retrato restaurado mostra o pintor com cabelos curtos, um bigode levantado nas pontas e uma boina. O retrato original de 1634, pintado quando Rembrandt tinha 28 anos, foi a princípio alterado por um estudante do próprio estúdio do pintor holandês. O estudante aumentou os cabelos e o bigode da figura e acrescentou um chapéu para deixar a imagem mais parecida com um aristocrata russo.O grupo de especialistas que descobriu a alteração investiga a pintura desde 1935, a pedido de um colecionador francês que não foi identificado. A equipe demorou vários anos para retirar a capa de tinta que cubria a imagem original e entregaram a tela restaurada ao museu nesta quinta, onde permanecerá em exibição até março deste ano.Na ilustração acima, a primeira imagem, da esquerda para a direita, é uma reprodução do quadro em 1935. A segunda é de 1950, já depois de um longo trabalho de limpeza. A terceira é de 1980, e a quarta é como o quadro está hoje - exatamente como era em 1634, quando Rembrandt o pintou.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2003 | 23h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.