Especialista diz que cópias de Rembrandt são obras originais

O diretor do museu Ashmolean de Oxford, Christopher Brown, acredita que quatro obras consideradas até agora cópias de Rembrandt pela crítica são, na verdade, obras originais, segundo a revista Apollo.Uma delas, intitulada O Bom Samaritano (1633), foi considerada uma cópia pelo Rembrandt Research Project (RRP), que classifica as obras do artista holandês desde os anos 60.O RRP chegou a essa conclusão devido à "fraca execução e à insegurança dos detalhes arquitetônicos, que fazem com que a pintura deva ser considerada uma velha cópia de um original".No entanto, depois que os restauradores eliminaram uma camada de verniz incolor da pintura, foram descobertas características muito parecidas com um determinado período da obra de Rembrandt.O Bom Samaritano é uma das 12 obras atribuídas a Rembrandt da Wallace Collection de Londres, todas elas doadas pela aristocrata lady Wallace no século 19.Em 1992, foi organizada uma exposição no museu e o curador, John Ingamells, concluiu que apenas um desses 12 quadros de Rembrandt era autêntico. Sete poderiam ser considerados como de seu ateliê, mas pintados sob sua direção, enquanto outros dois seriam de dois de seus primeiros discípulos: Flinck e Backer.O problema com a originalidade das obras de Rembrandt é que esse pintor - que, se estivesse vivo, completaria 400 anos este ano -, foi muito tolerante com imitadores e até mesmo vendeu algumas dessas cópias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.