Especial homenageia cinema latino

O Canal Brasil exibe amanhã, às 21 h, o documentário Cinema de Lágrimas, uma homenagem do cineasta Nelson Pereira dos Santos ao cinema latino-americano, dos anos 30 até a década de 50. Nessa época, o México contava com estrelas como Maria Felix e Dolores Del Rio.Durante a comemoração dos 100 anos de cinema, em 1995, o British Film Institute pediu a diversos cineastas que apresentassem suas visões desse período. Martin Scorsese falou do cinema norte-americano e Jean-Luc Godard, do francês. Nelson Pereira dos Santos, o representante da América Latina e responsável pelos clássicos Rio 40 Graus e Memórias do Cárcere, fez uma obra de ficção apresentada neste programa. Na história, inspirada no livro Melodrama: O Cinema de Lágrimas da América Latina, da escritora Silvia Oroz, um famoso ator e diretor de teatro, Rodrigo Ferreira (Raul Cortez) experimenta o fracasso da crítica após a estréia de sua nova peça. A falta de sucesso ocorre no momento em que ele está abalado, emocionalmente, com as lembranças do dia em que sua mãe (Christiane Torloni) se suicidou.Após ter pesadelos, ele se convence de que a morte de sua mãe está relacionada ao filme a que ela assistiu naquele dia, um melodrama mexicano, feito entre os anos 30 e 50, quando o gênero fazia grande sucesso na América Latina. Para ajudá-lo, Rodrigo contrata Yves, uma estudante de cinema.Juntos, vão até o México para pesquisar nos arquivos da cinemateca. No programa, aparecem trechos de dois melodramas argentinos, 15 mexicanos, além de Deus e o Diabo na Terra do Sol, do cineasta brasileiro Gláuber Rocha. São obras em preto e branco de expoentes como Luis Buñuel e Emilio Fernández, que trazem uma visão sobre esse período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.