Espanhol vence o Prêmio Rómulo Gallegos

O vice-presidente venezuelano, José Vicente Rangel, entregou essa noite o prêmio Internacional de Romance Rómulo Gallegos, em sua 14ª edição, ao espanhol Isaac Rosa por sua obra El Vano Ayer (O ontem vão, em tradução livre)."Sou mais jovem que (Mario) Vargas Llosa quando recebeu o prêmio e não sei se minha carreira será mais frutífera que é a dele", disse Rosa pouco antes de receber o prêmio, que anteriormente já foi dado a Gabriel García Márquez, Manuel Mejía Vallejo, Arturo Uslar Pietri, Carlos Fuentes e Roberto Bolaño. A obra de Rosa, editada por Seix Barral, se desenvolve nos anos 60, sob a ditadura de Francisco Franco, quando um velho professor se vê envolvido em um confuso acidente que acaba levando a sua extradição. O prêmio, que dá US$ 100 mil ao vencedor, é entregue pela Fundação Centro de Estudos Latino-americanos Rómulo Gallegos (Celarg), em Caracas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.