Espanha rejeita modelos supermagras

O principal festival de moda da Espanha barrou a participação de modelos magras demais. Organizadores do evento, chamado Pasarela Cibeles, usaram a fórmula matemática do índice de massa corporal (IMC) - que usa altura e peso para determinar qual a relação ideal - e 30% das mulheres foram reprovadas, de acordo com a Associação de Designers de Moda da Espanha.A decisão é parte de um acordo voluntário com o governo regional de Madri, disse Jesus del Pozo, estilista que é parte da associação. O festival ocorre entre 18 e 22 de setembro. Segundo a organização, os participantes pretendem que as modelos selecionadas projetem "uma imagem de beleza e saúde" e evitem o estilo emaciado e magérrimo.O diretor de marketing e relações públicas para a América do Norte da agência Elite, em Nova York, declarou que a decisão espanhola é "sem precedentes". Ele saudou a decisão e disse que a indústria da moda certamente tomará nota do ocorrido, embora ressalve que a medida teria mais impacto se fosse adotada em uma praça mais tradicional da moda, como Milão ou Paris.

Agencia Estado,

08 de setembro de 2006 | 13h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.