Espanha encontra 1.800 peças pré-colombianas em casa na Galícia

O departamento do Patrimônio Históricoespanhol localizou num depósito protegido no subsolo de umaresidência na Galícia 1.800 peças arqueológicas de artepré-colombiana de valor incalculável, informou a polícianacional espanhola. A maioria dos objetos fez parte de uma exposição realizadaem 1997 em Santiago de Compostela, e foi o curador da mostraque as escondeu, deixando de devolvê-las a seus países deorigem. A pessoa que organizou a exposição, de nacionalidadecosta-riquenha, está sendo processada no Peru, e seu paradeiroé desconhecido. Pelo menos 31 das peças recuperadas eram reivindicadaspelas autoridades peruanas e já foram entregues ao embaixadordo Peru na Espanha, disse a polícia em comunicado. Não se sabe ainda quantos dos objetos encontrados podem serreivindicados por outros países. Um porta-voz da polícia disse à Reuters que um catálogofotográfico dos objetos foi enviado aos países que podem terinteresse neles. O porta-voz explicou que, por se encontrarem na Espanha hámais de dez anos, as peças passaram a pertencer ao patrimônioespanhol. Por isso, mesmo que sejam propriedade privada, asautoridades precisam ser notificadas de qualquer movimentaçãodelas. As peças reivindicadas pelo Peru são dez vasos de cerâmicae 21 artefatos de ouro e cobre. As cerâmicas são de culturas dolitoral norte do Peru, e a maioria das peças metálicas vem deum dos mais importantes sítios arqueológicos do país, o túmulodo "Senhor Sipán", pertencente à cultura mochica.

REUTERS

05 de dezembro de 2007 | 12h54

Tudo o que sabemos sobre:
ARTEPRECOLOMBIANAGALICIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.