Escritores recebem hoje o Prêmio Jabuti

Os vencedores do Prêmio Jabuti deste ano vão receber suas estatuetas em cerimônia no Memorial da América Latina, hoje, a partir das 19h30. Entre os vencedores das 17 categorias estão: Bernardo Carvalho (vencedor na categoria Romance, por Mongólia), Caco Barcellos (vencedor da categoria Reportagem e Biografia, por Abusado), Alexei Bueno (categoria Poesia, por Poesia Reunida), Sergio Sant´Anna (categoria Contos e Crônicas por O Vôo da Madrugada), Vera Rosenthal (categoria Capa, por Mínimos Múltiplos Comuns) e Ivan Zigg (categoria Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil, por Com a Pulga atrás da Orelha). A categoria mais disputada foi a Infantil ou Juvenil que, na primeira apuração, apresentou um empate entre sete títulos em primeiro lugar. Depois de nova avaliação, o júri do 46.º Prêmio Jabuti escolheu Fábulas do Amor Distante, de Marco Túlio Costa. Todos os vitoriosos vão concorrer ainda ao prêmio máximo do Jabuti, o Livro do Ano de ficção e o Livro do Ano na categoria não-ficção, escolhidos por profissionais de todo o meio editorial. Os dois vencedores, que serão conhecidos no final do evento, receberão prêmio de R$ 15 mil cada um. Outro destaque da festa será o lançamento da revista Panorama Editorial, nova publicação mensal da Câmara Brasileira do Livro. Com circulação dirigida e tiragem inicial de 5 mil exemplares, a revista foi planejada para servir de referência estratégica a empresários do setor e de segmentos associados, instituições públicas e privadas vinculadas à cultura, imprensa especializada e formadores de opinião. Bernardo Carvalho derrotou pesos pesados como Luiz Antônio de Assis Brasil, cujo A Margem Imóvel do Rio (L&PM Editores) ficou em segundo lugar, e Chico Buarque de Holanda, autor do terceiro colocado, Budapeste (Companhia das Letras). Com Mongólia, ele já foi eleito o melhor pela Associação Paulista de Críticos de Artes e disputa ainda o prêmio Portugal Telecom.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.