Escritores elogiam tevê cubana

O Prêmio Nobel de Literatura José Saramago, o escritor uruguaio Mario Benedetti e o argentino Mempo Giardinelli elogiaram uma iniciativa cultural da televisão cubana. Em uma mensagem difundida pela imprensa cubana, os escritores saudaram o programa Universidade para Todos, cuja emissão diária começou em setembro, com um ciclo sobre técnicas narrativas que teve duração de 12 horas, e superou em audiência as telenovelas mais populares."A esperança não é sempre uma palavra vã, a utopia é realizável. Os cubanos o demonstram mais uma vez com o êxito extraordinário que é a Universidade para Todos", afirmou Saramago, segundo informou a Radio Rebelde. Por outro lado, Benedetti destacou que "a difusão a nível popular da literatura e do trabalho e as técnicas que a fazem possível, propiciam um enriquecimento cultural do cidadão comum, geram uma estimulante atração, favorecem e respaldam o desenvolvimento espiritual da sociedade". Em sua mensagem, Giardinelli expressou que "o que está acontecendo em Cuba fala de uma sociedade na qual, apesar das contradições e dissabores, o importante e sério é mais valorizado mais que o urgente e frívolo". Em setembro começou também a funcionar a primeira universidade virtual de Cuba, cujas páginas podem ser encontradas através do endereço eletrônico www.Cuba.cu, que oferece cursos a estudantes nacionais e estrangeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.