Escritor irlandês Colm Toibin ganha prêmio IMPAC

O romance O Mestre, do irlandês Colm Toibin, ganhou a última edição do IMPAC, um dos mais importantes prêmios literários internacionais, segundo anunciou nesta terça-feira a organização da competição. O autor, que nasceu em 1955, ganhou 100 mil euros pela obra, com a qual também concorreu no prêmio britânico Booker Prize em 2004.Em O Mestre, Toibin narra a história do escritor norte-americano Henry James (1843-1916) e é, segundo ele mesmo, "uma auto-biografia" secreta.O jurado do IMPAC, composto por cinco membros, disse nesta terça-feira que o retrato de James "não é somente uma grande obra narrativa mas um completo e sutil estudo psicológico de sua infância e vida adulta". "Por suas revelações da viagem pessoal do artista e dos acessórios materiais e emocionais que o acompanharam, pelo tom melancólico que emerge através da reveladora paisagem da vida do escritor, O Mestre é e continuará sendo sempre uma obra de arte", acrescentou o júri. Toibin deixou para trás outros nove autores que concorriam ao prêmio, entre eles o nigeriano Chris Abani, com Graceland, o paquistanês Nadeem Aslam, com Maps for Lost Lovers e o britânico Jonathan Coe, com The Closed Circle. Colm Toibin é autor dos romances The South, The Story of the Night, Lady Gregory´s Toothbrush e The Blackwater Lightship, entre outros. Este último foi adaptado recentemente ao cinema. O IMPAC premia a cada ano o melhor romance de ficção escrito em inglês ou traduzido para este idioma, selecionando livros em centenas de bibliotecas de 51 países. Criado em 1996, tem patrocínio da Prefeitura de Dublin e da multinacional norte-americana IMPAC. Já ganharam o prêmio, entre outros, o espanhol Javier Marías, com Coração Tão Branco (1997) e o turco Orhan Pamuk, com My Name is Red (2003).

Agencia Estado,

13 de junho de 2006 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.