Escritor inglês Jeffrey Archer deixa a prisão

O escritor de best-sellers e lorde inglês Jeffrey Archer, autor de Só entre Amigos, Primeiro Entre Iguais e Uma Questão de Honra, saiu da cadeia nesta segunda-feira depois de cumprir dois anos de sua pena de quatro, por mentir em um tribunal. Ele agora está em liberdade condicional. Archer, que tem 63 anos, foi condenado por mentir à corte em um processo que ele moveu e ganhou contra o jornal Daily Star. O tablóide publicou em 1987 que o escritor teria contratado uma prostituta. Apesar de vencer o jornal na Justiça, ficou provado que Archer forjou um falso álibi perante o tribunal.Agora, o escritor terá que pedir permissão a um funcionário da Justiça até mesmo para visitar sua família, já que ele viverá em Londres e sua família mora em Grandchester. Além disso, não poderá viajar para o exterior sem autorização especial. E terá que pedir aprovação da Justiça para realizar qualquer trabalho pago, o que vale também para royalties do segundo volume de seus diários da prisão. Sob tantas restrições, Archer agora tem a intenção de se dedicar a mudar a lei penal britânica. Autor de títulos como O Crime Compensa e Erro Judicial, ele vai falar a uma associação que luta pela reforma das leis penais do país em setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.