Escritor Gabriel García Márquez deixa o hospital após infecção

O escritor colombiano Gabriel García Márquez, Prêmio Nobel de Literatura, deixou na terça-feira um hospital da Cidade do México onde estava internado há pouco mais de uma semana por causa uma infecção pulmonar e das vias urinárias.

Reuters

09 de abril de 2014 | 09h59

García Márquez, de 87 anos, foi levado de ambulância para sua casa, em um luxuoso bairro da zona sul da capital, onde funcionários do hospital disseram que ele continuará o processo de recuperação.

"Seu estado delicado é compatível com a sua idade, e ele vai se recuperar em casa", disse um breve boletim assinado por Jaqueline Pineda, porta-voz do Instituto Nacional de Nutrição, onde ele foi internado em 31 de março.

Imagens de TV mostraram uma ambulância chegando à casa do laureado escritor, que saiu do veículo numa maca, acompanhado por uma enfermeira. Não era possível ver o rosto dele.

García Márquez, que revolucionou as letras hispânicas, dando dimensão universal ao realismo mágico, ganhou o Nobel de Literatura em 1982.

Gabo, como é conhecido, é um dos literatos mais famosos, prolíficos e queridos da América Latina, região que retratou com um estilo singular, fundindo o cotidiano com o irreal.

Sua obra-prima, "Cem Anos de Solidão", publicada em 1967, foi traduzida para dezenas de idiomas e é estudada em universidades do mundo todo, por ser um dos pilares do realismo mágico.

(Por Noé Torres)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEGARCIAMARQUEZSAUDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.