Escola melhora desempenho com inspiração em Harry Potter

Alunos podem se vestir como bruxos, decorar conjurações na lição de matemática e usar varinhas mágicas

Efe,

14 de novembro de 2007 | 15h23

Uma escola britânica está conseguindo reduzir a repetência e obter bons resultados com um programa educativo baseado em Harry Potter, o popular aprendiz de bruxo criado pela autora J.K. Rowling, informou nesta quarta-feira, 14, o jornal The Times.   O sistema inovador, implantado na escola de ensino fundamental Robert Mellors, em Nottingham (centro da Inglaterra), fez com que o colégio - que há três anos estava entre os 25% das piores escolas britânicas - figure agora entre as melhores instituições educacionais do Reino Unido.   Permitir que os alunos se vistam como seu personagem favorito da história do famoso mago, decorar conjurações na lição de matemática ou usar varinhas mágicas fizeram com que as crianças que entram na escola com conceito abaixo da média apresentem resultados bem melhores, segundo os professores entrevistados pelo Times.   A responsável de estudos do centro, Donna Chambers, permitiu que os alunos escolhessem o tema no qual o programa acadêmico do colégio seria baseado.   As crianças optaram pelo mundo mágico criado por J.K. Rowling e, por isso, a instituição de ensino britânica se dividiu nas quatro casas que aparecem na escola de magia de Hogwarts: Grifinória, Lufa-Lufa, Corvinal e Sonserina.   Nas aulas de inglês, os alunos elaboram um roteiro a partir de um capítulo do primeiro livro da saga, Harry Potter e a Pedra Filosofal, enquanto em educação física são ensinados a manter o equilíbrio como o bruxinho e seus amigos quando aprendem a usar a vassoura.   Em matemática, praticam a conjuração da subtração para aprender a subtrair e nas aulas de ciência estudam herbologia.   "Os alunos aprendem a história do vôo, escrevem feitiços e se interessam muito mais pelo que está sendo ensinado. Não se dão conta de que ao mesmo tempo avançam também em seu programa educacional", disse Chambers, que acrescentou que as crianças aprendem mais porque estão mais motivadas e se divertem.   Antes, a escola havia recorrido a temas como o Titanic e contos de fadas de príncipes e princesas.

Tudo o que sabemos sobre:
Harry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.