Escola de Cat Stevens fecha as portas

A escola muçulmana fundada pelo cantor britânico Cat Stevens depois dele ter se convertido aoislamismo fechou suas portas hoje, por tempo indeterminado, devido às ameaças recebidas em sua secretária eletrônica após os atentados terroristas nos Estados Unidos. "Vocês são a escória e pagarão por isso", diz uma das mensagens. A escola está localizada em Brent, um bairro do noroeste de Londres, e chama-se "Islamia"."As primeiras ameaças chegaram na terça-feira. Pela noite, alguém tentou entrar. O alarme soou duas vezes. recebemos duas chamadas anônimas que denunciamos à polícia. Tínhamos que tomarprecauções pela segurança dos alunos", afirmou o diretor Zafar Ashras ao explicar a decisão de fechar o local.Cat Stevens, que se converteu ao islamismo com o nome de Yusuf Islam, manifestou seu pesar "não apenas pelo fechamento da escola, mas também pela onda de intolerância que atinge os muçulmanos de todo o mundo". "O Corão não admite a violência.A mente por detrás dos ataques contra os Estados Unidos não pode pertencer a um verdadeiro muçulmano", disse Stevens.

Agencia Estado,

14 de setembro de 2001 | 15h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.