Escola Bolshoi comemora um ano no Brasil

Escola do Teatro Bolshoi no Brasil festeja seu primeiro ano de existência hoje, às 21 horas, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville, Santa Catarina, com uma apresentação dos solistas do Ballet Bolshoi de Moscou. O destaque da noite será a última apresentação da bailarina Nina Speranskaya, com A Morte do Cisne, de M. Fukine, peça que a tornou mundialmente famosa. Ela deixa os palcos aos 40 anos, cumprindo uma norma do Bolshoi.Já para os alunos da escola, crianças de 8 a 10 anos, e adolescentes do curso de aperfeiçoamento, esta será a noite de sua primeira apresentação pública, com acompanhamento da Orquestra Sinfônica da Radio Cultura de São Paulo, sob a regência do maestro Julio Medaglia. No Brasil, a Escola do Teatro Bolshoi funciona desde março de 2000. É a única fora da Rússia. A partir de 2002, uma nova filial será aberta em Sidney, na Austrália, no complexo esportivo onde foi realizada a última Olimpíada. No Brasil, a escola tem 246 alunos e é dirigida pela bailarina Jô Braska Negrão, casada com João Prestes, filho de Luiz Carlos Prestes. Ambos, por terem vivido muitos anos em Moscou tornaram-se responsáveis diretos pela vinda da escola ao País. A história desta escola de dança remonta a 1773, quando nasceu com o nome de Escola Coreográfica de Moscou. Os primeiros alunos foram crianças carentes que freqüentavam aulas de dança em um orfanato da cidade. Daí surgiu a companhia do Ballet Bolshoi. Em mais de dois séculos, o Bolshoi (que significa grande) se tornou o símbolo da dança no mundo, com estrelas que viraram mito: Maya Plissetskaia, Vladimir Vasiliev, Ekaterina Maximova e Yuri Grigorovich.Leia mais sobre a escola brasileira.Escola do Teatro Bolshoi no Brasil - Centreventos Cau Hansen - Av. José Vieira (Beira Rio), 315 - tel.:( xx) 47 422-4070, e-mail: escolabolshoi@escolabolshoi.com.brSite: www.Escolabolshoi.com.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.