Ermelindo Nardin expõe pinturas, desenhos e gravuras

Depois de defender, hoje, sua tesede doutorado no Memorial da América Latina, o artista plástico eprofessor universitário Ermelindo Nardin apresenta uma exposiçãono local com 18 pinturas de grandes formatos feita em óleo sobretela, 18 desenhos feitos com nanquim e têmpera e 18 gravuras emmetal, um recorte de sua produção que compreende o período entre1987 e 1994.Aliás, esse foi o período escolhido por Nardin, artistaplástico há cerca de 36 anos, para ser a base de sua tesejustamente porque é nessa fase que as transformações "estéticase não técnicas" são mais "profundas e visíveis". "Meutrabalho nunca foi abstrato ou figurativo, chega aos limitesentre um e outro, fica nesse percurso."Em suas obras, há uma simbiose entre figura humana epaisagem e, geralmente, essas figuras humanas são femininas. Énessa fase escolhida por Nardin em que suas obras começam aabstrair mantendo, entretanto, "resíduos da figuração". Dessemodo, o título da mostra na Galeria Marta Traba do Memorial é"Da Figuração à Natureza Visionada".A banca de sua defesa de tese contou com a presença deJorge Aristides de Souza Carvajal, Evandro Carlos Jardim eRenina Katz. Depois da defesa, foi inaugurada a exposição.Ermelindo Nardin diz que sua produção reúne pinturas,gravuras, desenhos, fotografias e até vídeos. As pinturas sãosempre em grande formato, justamente para marcar o carátergestual de seu trabalho - como ele diz, de qualquer pintor. Jáas gravuras e os desenhos são menores. Além de artista plástico,Nardin é professor na Faculdade Santa Marcelina, onde pretendeimplantar o curso de pós-graduação nessa área. Antes disso, foiprofessor de desenho e pintura na Unicamp.Ermelindo Nardin. De terça a domingo, das 9 às 18 horas. Memorial da América Latina - Galeria Marta Traba. Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, tel. (11) 3823.4600. Até 25/8.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.