Erin Brockovich obriga retirada de publicidade ofensiva

Slogan da campanha é: 'Governo disse que as geladeiras são melhores novas. Assim como as mulheres'

ANSA,

19 de outubro de 2007 | 12h28

A ativista norte-americana Erin Brockovich, famosa pela campanha vitoriosa contra uma grande empresa de energia dos Estados Unidos que causava poluição - episódio que inspirou um filme de grande sucesso com a atriz Julia Roberts no papel da protagonista -, obrigou uma empresa de eletrodomésticos na Nova Zelândia a retirar um anúncio publicitário tido como ofensivo às mulheres. A campanha publicitária da Bond and Bond, que pertence ao grupo Noel Leeming, foi denunciada por Erin devido a seu slogan que diz: "O governo disse que as geladeiras são melhores novas. Assim como as mulheres". Erin, que no momento é testemunha de uma nova campanha publicitária da Noel Leeming sobre eletrodomésticos amigos do meio ambiente, disse ao New Zeland Herald que os anúncios da Bond and Bond eram inoportunos e de mau gosto. "Telefonei para a central da Noel Leeming, que controla a Bond and Bond, e expressei minha indignação por aquela publicidade. Pedi que fosse retirada imediatamente e eles aceitaram", declarou. "Estes tipos de publicidade não devem ser tolerados, mas agradeço a companhia por ter me escutado, por ter aceitado o erro e pedido desculpa", acrescentou Erin que quando jovem mãe solteira trabalhava em um escritório de advocacia quando desmascarou o gigante da energia Pacific Gas and Electric, que poluía o fornecimento de água de uma área residencial, assim como foi contado no filme de 2000. O diretor da Noel Leeming, Andrew Dutkiewicz, disse que a empresa recebeu 23 reclamações contra os anúncios. "A Bond and Bond produz campanhas publicitárias com um tom irreverente e descontraído mas a intenção é fazer sorrir e não ofender. Acredito que neste caso acabamos exagerando".

Tudo o que sabemos sobre:
Erin Brockovichpublicidadedenunciada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.