Eragon, Babe e Boleiros 2, boas atrações

Eragon

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2010 | 00h00

14H35 NA GLOBO

(Eragon). EUA, Ing, Hungria, 2006. Direção de Steve Carr, com Edward Speelers, Jeremy Irons, Sienna Guillory, Robert Carlyle, John

Malkovich, Djimon Hounson.

Fantasia adaptada da série de livros de Christopher Paolini, que tinha menos de 20 anos quando iniciou a saga sobre garoto órfão que descobre um ovo misterioso e dele saiu o último de uma série de dragões mágicos que estão em extinção. O filme não fez muito sucesso de público e, por isso mesmo, ficou só no primeiro episódio, mas a história possui certo encanto. Destina-se, como se diz, a crianças e adolescentes, mas adultos que não perderam a pureza da alma também vão se divertir. Reprise, colorido, 95 min.

Babe - O Porquinho

Atrapalhado

15 H NA RECORD

(Babe). EUA, 1995. Direção de Chris Noonan, com James Cromwell,

Magda Szubanski.

A história do porquinho que sonha ser cão de guarda na fazenda em que vive foi um inesperado êxito de público e crítica e terminou sendo indicada para o Oscar na categoria principal. Babe tem um encanto todo especial. Sua história é bem contada e os efeitos são ótimos e o próprio porquinho é um prodígio. Você nunca sabe quando ele é porco de verdade ou criação de computador, de tão perfeito. Reprise, colorido, 89 min.

Mestre do Riso

18 H NA CULTURA

A série da Cultura com comédias curtas dos maiores nomes do humor segue homenageando Charles Chaplin. O Gás Hilariante, Carlitos em Apuros e Que Farra! são muito divertidos, numa época em que Chaplin ainda usava os 18 quadros por segundo do cinema silencioso para criar o movimento acelerado que tornava seu personagem tão peculiar, em começo de carreira. Reprise, preto e branco. O programa todo dura em torno de 1 hora.

Little Nicky, Um Diabo

Diferente

22 H NA REDE BRASIL

(Little Nicky). EUA, 2000. Direção de Steve Brill, com Adam Sandler, Harvey Keitel, Patrícia Arquette.

Adam Sandler faz Diabo bonzinho que é enviado à Terra para enquadrar o irmão, que está aprontando todas. Como Sandler e seu amigo Rob Schneider têm certa queda pelo humor à italiana, não é despropositado pensar que ele possa ter sido influenciado pelo Roberto Benigni de O Pequeno Diabo. Quentin Tarantino, Reese Whiterspoon e Rodney Dangerfield dão o ar da graça. Reprise, colorido, 87 min.

Cuba Libre - Sangue e Paixão

22H15 NA BAND

(Cuba Libre). EUA/Alemanha, 2003. Direção de Juan Gerard, com Harvey Keitel, Iben Hjejle, Diana Bracho, Gael García Bernal, Gabino Diego.

Em Cuba, em 1958, pouco antes de Fidel Castro chegar ao poder, garoto se envolve com revolucionário e também com cineasta, mas no fundo o que faz seu coração bater mais forte é a bela gringa que passa férias na ilha. O elenco ajuda - Harvey Keitel, Gael García Bernal e Gabino Diego. Reprise, colorido, 105 min.

Mário

23 H NA CULTURA

Brasil, 1999. Direção de Hermano Penna, com Jairo Mattos, Fernando Bezerra, Vera Zimmerman, Anselmo Moreno, Manfredo Bahia, Antônio Leite.

A busca por si mesmo leva médico a largar tudo para cair na estrada, até se embrenhar na Amazônia. Um road movie brasileiro, mais voltado para o interior do personagem do que para o exterior (a paisagem). Jairo Mattos é ótimo ator. Fez Novas Diretrizes em Tempos de Paz no teatro, com Dan Stulbach, e arrasou. Reprise, colorido, 86 min.

Alice no País das Maravilhas

23H25 NO SBT

(Alice in Wonderland). EUA, 2000. Direção de Nick Willing, com Tina Majorino, Whoopi Goldberg, Robbie Coltrane, Christopher Lloyd.

A Alice de Lewis Carroll em versão para TV. Embora sem o impacto visual do filme de Tim Burton, merece ser vista. Afinal, Willing também adaptou O Mágico de Oz e Neverland (sobre Peter Pan) para TV. Ou seja - suas fantasias comportam sempre múltiplos níveis de leitura e não se destinam só às crianças. Reprise, colorido, 108 min.

No Balanço do Amor

23H25 NA GLOBO

(Save The Last Dance). EUA, 2001. Direção de Thomas Carter, com Julia Stiles, Sean Patrick Thomas, Kerry Washington, Vince Green.

Garota que sempre quis ser dançarina ganha apoio de jovem negro para seguir em frente. Tanto quanto o preconceito de cor, ela enfrenta o preconceito do pai por sua escolha artística e profissional. As cenas de dança são boas. Reprise, colorido, 112 min.

Boleiros 2

23H30 NA TV BRASIL

Brasil, 2006. Direção de Ugo Giorgetti, com José Trassi, Flávio Migliaccio, Adriano Stuart, Denise Fraga, Lima Duarte, Cássio Gabus Mendes, Otávio Augusto, Paulo Miklos.

Na sequência de Boleiros, o diretor Ugo Giorgetti continua contando histórias de futebol, a partir daquela turma reunida no bar. Não tão bom quanto o primeiro - afinal, nenhum episódio tem a real grandeza de Paulinho Majestade -, mas um programa legal, de qualquer maneira. Reprise, colorido, 86 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.