Equipe de dubladores apóia sucesso de "Chaves"

Há 25 anos no ar no México e há 16 no Brasil, o seriado Chaves, criado e protagonizado pelo ator Roberto Gomez Bolaños, consegue ser um fenômeno de audiência das tardes brasileiras no SBT. Exibido em dois horários diários, não foram poucas as vezes em que Chaves conseguiu derrotar a audiência da concorrente global Ana Maria Braga, que apresenta ao vivo o Mais Você.O sucesso da história do garotinho órfão que vive numa vila aprontando com seus amigos também foi obtido graças à boa escolha da equipe de dubladores. Selecionada pelo falecido ator Marcelo Gastaldi, dono da voz do protagonista da série, a equipe dedicou-se bastante ao projeto, que até hoje é um orgulhos do empresário Silvio Santos."Naquele ano, eu atuava em uma novela do SBT, a Sandra fazia teatro e os demais atores tocavam outros projetos. Quando o Marcelo nos chamou adoramos a idéia", lembra Marta Volpiani (Dona Florinda). Durante todos esses anos, os dubladores sempre foram os mesmos, havendo apenas uma substituição quando Sandra Azevedo (Chiquinha), morou por sete anos na Itália. Para dublar os novos episódios que foram adquiridos pela emissora, Sandra foi substituída pela atriz Cecília Lemes, que imitou impecavelmente a voz da dubladora titular."Foram muito anos trabalhando juntos. Deixamos de gravar a série em 1984, mas é impressionante a repercussão que os personagens têm até hoje entre as crianças", avalia Sandra. E como a parceria deu certo, a mesma equipe se reuniu para dublar uma remessa de episódios de um outro seriado, que segue a mesma linha de Chaves. "O nome é Chesperito, mas por enquanto é só um projeto de uma série antiga que estava engavetado. Ainda não sabemos quando irá ao ar e por qual emissora", acrescenta Marta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.