Entrou água na carreira de Sandy

Teve de tudo nas cenas gravadas ontem de manhã, em que a ingênua Cristal (Sandy), de Estrela-Guia, se encanta com a beleza do mar, no Rio de Janeiro, vai entrando na água meio entorpecida e quase se afoga na praia de Ipanema. A cantora, que sabe nadar, ficou assustada com as ondas e com o tempo - cerca de 20 minutos - em que precisou ficar dentro d´água, já que está com gripe e um pouco rouca.Guilherme Fontes, que interpreta o Tony, depois de gravar três vezes uma corrida de 200 metros na areia escaldante, quase perdeu a calça de moleton, ao tentar salvá-la: o elástico da cintura estava meio frouxo e, no primeiro mergulho, a calça caiu. Logo depois, já na beira do mar, Sandy foi enrolada por uma onda, indo parar quase na areia. Mas lá estava o "salvador" da heroína a postos: Guilherme Fontes correu para levantar a cantora, que riu muito da cena. Mesmo com esses pequenos incidentes, o que o telespectador vai ver no ar, semana que vem, é uma seqüência de muito romantismo. Depois de ser dopada pela maquiavélica Vanessa (Carolina Ferraz), no avião que a leva ao Rio, a menina é carregada nos braços por Tony, até o sofá de sua sala. Quando Cristal acorda, ainda meio zonza, e vê o mar pela janela, fica louca de vontade de mergulhar.Resultado: ela corre pela areia e fura a primeira onda. Como está tonta, perde as forças e começa a se afogar. Tudo isso diante de dois cinegrafistas com suas DVCam (que gravam embaixo da água), um salva-vidas, e sob os olhos atentos dos pais, Xororó e Noely, abrigados sob um enorme guarda-sol. Como em novelas a ordem cronológica é o que menos importa nas gravações, Guilherme Fontes já havia gravado, antes de Sandy chegar, as suas corridas pela areia na intenção de salvá-la e no alto de uma escada - dando a idéia de que estava na murada do calçadão -, gritando: "Cristal! Cristal!". Ele usava roupa de dormir no momento em que chegou à janela de seu apartamento e viu a afilhada correndo para o mar. Na areia, atentas a tudo e usando vestidos idênticos ao da protagonista da novela das seis, estavam a dublê de corpo de Sandy, Luciana Guerra, e a dublê de cenas de ação, Andréa Monteiro. Ambas não foram requisitadas porque a atriz fez questão de fazer tudo sozinha. "Gosto muito do mar, mas acho que, como todo o mundo, tenho um pouquinho de medo", observou Sandy, acrescentando que não era seu debut nas ondas de Ipanema. "Quando eu era pequena, com 7, 8 anos, meu pai e meu tio vinham fazer shows no Rio, no Canecão, por exemplo, e ficávamos hospedados na Zona Sul. Íamos à praia em Copacabana e Ipanema", relembrou. Embora esteja gravando três dias por semana no Projac e em externas, a moça afirmou que ainda não teve tempo para conhecer melhor a cidade. "Quando dá vou ao cinema ou jantar fora."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.