Entrega do Prêmio Vivaleitura atrasa em mais de 1 ano

Os finalistas foram selecionados, mas os vencedores nunca foram divulgados

O Estado de S. Paulo

21 de novembro de 2013 | 20h19

A entrega do Prêmio Vivaleitura 2012, que deveria ter ocorrido no mês de outubro de 2012, já está atrasada em mais de um ano. Os finalistas foram selecionados, mas os vencedores nunca foram divulgados pois a cerimônia de entrega do prêmio não ocorreu.

Dezoito entidades receberiam um valor de R$ 30 mil cada, divididas em três categorias. Entre elas, havia bibliotecas, escolas públicas e privadas, além de entidades da sociedade civil, com organizações não governamentais, empresas e outros.

A Biblioteca CEU Vila Rubi, de São Paulo, é um dos locais que contava com a divulgação do prêmio. “Nosso espaço tem problemas arquitetônicos, porque é cheio de vidros e acaba esquentando muito no verão. Queríamos colocar ar condicionado para melhorar climatização, além de comprar mais prateleiras”, conta Aline Tavella, biliotecaria no local.

O Prêmio Vivaleitura é organizado pela Fundação Biblioteca Nacional, que por meio de sua assessoria de imprensa alegou esperar resolução do Ministério da Cultura, do Ministério da Educação e da Organização dos Estados Ibero Americanos, parceiros no projeto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.