Entre o querer e o dever

Vênus e Urano em quadratura; a Lua é Nova no signo de Aquário

Quiroga, astro@0-quiroga.com, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2011 | 00h00

Entre o querer e o dever anda a alma humana, com esses opostos se digladiando na consciência. As almas que compreendem a subjacente unidade no mundo em que existem conseguem transcender esse conflito e transmutam egoísmo e altruísmo em dever, desejando fazer o que fazem ainda que aparentemente seja um trabalho de categoria inferior. A mais elevada expressão de espiritualidade consiste em prestar serviço ao mundo para que este se eleve também. Porém, tal serviço nunca poderia ser imposto, nem tampouco se atinge maior espiritualidade apenas praticando o serviço. Quando a alma compreende a unidade subjacente na aparente diversidade ela, por sua própria intenção e plano, decide servir ao mundo por puro amor, porque lhe sobra energia e confiança.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Ainda que suas sugestões e críticas sejam as melhores e demonstrem absoluta competência, nem assim haverá garantia de serem aceitas e postas em prática imediatamente. Qual será a sua reação perante isso?

TOURO 21-4 a 20-5

Nossa humanidade poderá se considerar evoluída apenas quando celebrar o sucesso alheio como se fosse o próprio, pois demonstrará com isso que terá compreendido a radical necessidade de estabelecer laços de cooperação.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Ser vítima de ciúme ou dirigir esse medonho sentimento a outrem, de toda forma o ciúme sempre resulta em destruição e desentendimento, pois essa atitude não promove bem-estar e amor de forma alguma.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Essa vida abundante com que você sonha não resultaria de sua alma se isolar da desgraça alheia nem de empurrar os problemas para não participar. A vida abundante se constrói em conjunto, nos problemas e nas alegrias.

LEÃO 22-7 a 22-8

Qualquer delícia que é experimentada vai embora rapidamente se não for compartilhada com alguém.

Deliciar-se com a desgraça alheia é o mesmo que desejar compartilhar essa desgraça. Esse é o elo que une algoz e vítima.

VIRGEM 23-8 a 22-9

No momento, será impossível ter segurança dos resultados da ação empreendida, o que aumenta ainda mais a já enorme ansiedade que permeia sua alma. Porém, vale a pena, por acaso, guiar os seus passos pela ansiedade?

LIBRA 23-9 a 22-10

Nem toda expressão de amor ou carinho precisa se resolver em sexo, há também o magnetismo que acontece acima da linha do diafragma e que estabelece laços de cooperação produtivos e auspiciosos. Domine a excitação.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Inúmeros assuntos e relacionamentos mal resolvidos se acumularam e agora chegou o momento de você se purificar. O Universo não poupará oportunidades para isso acontecer. Purificar-se é crescer e ampliar, tudo de bom.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Para sua alma é fácil quebrar regras e subverter convenções e ainda por cima assumir essas atitudes de forma hilária, fazendo parecer que está tudo bem. Porém, há também o amanhã, o mundo do que você põe em marcha...

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Do jeito que vão as coisas, você terá de se acostumar a existir no meio de contradições e paradoxos e, apesar de haver em mente objetivos firmes e claros, melhor será adotar posturas com a maior flexibilidade possível.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Importante agora é sua alma reconhecer a visão subjetiva dos acontecimentos, aquelas opiniões e percepções acalentadas no foro íntimo do coração, que são diferentes das visões e percepções das pessoas ao seu redor.

PEIXES 20-2 a 20-3

Em sua mente se levantam argumentos, todos legítimos, que alimentam a raiva e o desprezo. Mas isso não faz bem a ninguém e, pelo contrário, atrela sua alma às pessoas das quais você pretende se livrar. Apenas o perdão liberta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.