'Entre Nós' recebe museólogo Heitor Reis, criador do 1º fundo de investimento em arte do Brasil

O colunista Eduardo Moreira recebe os nomes mais influentes do País na 'TV Estadão'

O Estado de S. Paulo

24 de agosto de 2016 | 16h42

O programa Entre Nós desta semana entrevista Heitor Reis, museólogo que criou o BGA, primeiro fundo de investimento em arte no Brasil.

O ex-diretor do Museu de Arte Moderna da Bahia fala a respeito da democratização da arte, do papel dos diretores de museus e também da importância e do crescimento destas instituições no País. 

Heitor Reis fala da criação do Brazil Golden Art, que tem foco em produção brasileira, e comenta o aspecto da arte como um produto financeiro. "Fizemos com que o mercado entendesse que arte é um produto de valor", diz. "Em 2008, na crise que atingiu praticamente todos os setores da economia, foi justamente o setor de arte que passou à margem da crise. Isso no mundo inteiro. A arte no geral teve uma desvalorização de 15% a 18%, mas a arte brasileira vinha alavancada", explica. 

'Entre Nós'. Empresário de finanças e autor do best seller Encantadores de Vidas, o colunista Eduardo Moreira teve a ideia de fazer o 'Entre Nós' em conversas informais com amigos do mesmo setor. O gestor afirma que seu principal desafio é fazer entrevistas com um viés diferente do jornalismo convencional. 

Curto e interativo, a ideia do 'Entre Nós' é fazer com que todas as pessoas se identifiquem e busquem resultados melhores para as suas vidas. "Uma das principais motivações que eu tive é mostrar para as pessoas que por trás dos nomes mais ricos do País, existe uma pessoa como a gente, que tem seus medos, anseios, sonhos, já teve seus fracassos, suas frustrações, e também teve vários sucessos. Quando você humaniza essas pessoas, faz com que as outras  achem que também podem chegar lá", disse Moreira.

Para assistir a esse e outros vídeos, acesse a TV Estadão ou assine o canal do Estadão no YouTube.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.