Encontro discute circulação de produtos culturais

A recuperação do acervo que conta a história comum dos países colonizados por Portugal e a criação de um selo que facilite a circulação de bens e produtos culturais entre eles são os dois pontos mais importantes da 2.ª Reunião de Ministro da Cultura da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que começou ontem no Rio, com a participação de representantes de Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé, Príncipe e Timor Leste. O ministro da Cultura do Brasil, Francisco Weffort, lembrou que esse intercâmbio já acontece entre Brasil e Portugal e os dois países poderão estender essa experiência aos africanos e ao recém- independente Timor. "Ao mesmo tempo precisamos abrir nossas fronteiras, devemos estar atentos ao risco do contrabando e da pirataria", disse o ministro. "Além disso, acho que o Brasil e Portugal não podem ficar de fora da reconstrução do Timor Leste, a começar pela comemoração de seu primeiro ano de independência, em maio do ano que vem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.