Encontradas litografias de Toulouse-Lautrec em arquivo belga

Litografias estavam entre cartazes eleitorais e políticos do começo do século 20 e outros anúncios publicitários

Efe,

25 de setembro de 2007 | 17h33

A prefeitura da localidade belga de Schaerbeek, na região metropolitana de Bruxelas, encontrou em seus arquivos duas litografias originais do artista francês Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901), avaliadas em aproximadamente 25 mil euros cada, segundo seu site.   Trata-se do cartaz pintado para o café do bairro parisiense de Montmartre conhecido como Divan Japonais (1893) e de May Belfort (1895), uma dançarina irlandesa muito famosa em cujo retrato traz a vida do espetáculo noturno e a referência ao café-concerto, dois temas sempre presentes na obra do artista.   As litografias estavam entre cartazes eleitorais e políticos do começo do século 20 e outros anúncios publicitários para festejos de carnaval.   Os funcionários da Prefeitura de Schaerbeek que encontraram as obras também acharam cerca de dez cartazes do período conhecido como "Belle Époque", incluindo anúncios de pastilhas de garganta, peças de teatro e bolachas, das mãos de artistas como Théophile Alexandre Steinlen, Privat-Livemont e Victor Creten.   Alguns deles estavam ligeiramente danificados e tiveram de ser restaurados para poder ficar em exposição entre os dias 4 de outubro e 7 de novembro na Prefeitura de Schaerbeek.   Na exposição também poderão ser vistas obras dos pintores belgas Anna Boch e Henri Evenepoel, os aquarelistas Eugène Verboekhoven e Fernand Schirren, e de outros artistas, como Franz Van Leemputten, Eugène Broerman e Maurice Langaskens.

Tudo o que sabemos sobre:
Toulouse-Lautreclitografias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.