Divulgação
Divulgação

Empresário argentino propõe a Dilma criar museu de arte da A.Latina em SP

A proposta foi feita durante a visita do empresário ao Brasil por ocasião da inauguração de exposição

Efe,

25 de março de 2011 | 19h10

O empresário argentino Eduardo Costantini, fundador do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba), propôs à presidente Dilma Rousseff criar um espaço cultural semelhante em São Paulo com a obra Abaporu, de Tarsila do Amaral, como atração principal.

 

A proposta foi feita durante a visita do empresário ao Brasil por ocasião da inauguração da exposição de arte Mulheres, artistas e brasileiras, entre as quais se destaca a tela da pintora brasileira Tarsila do Amaral, que foi cedido pelo Malba para esta mostra, informa nesta sexta-feira, 25, o jornal argentino Clarín.

 

A obra faz parte da exposição permanente do museu argentino, que conta com mais de 200 quadros do século XX e XXI, incluindo pinturas dos artistas Frida Kahlo, Diego Rivera, Fernando Botero, Joaquín Torres-García e Antonio Berni, entre outros.

 

"Disse (a Dilma) que se conseguissem empresários brasileiros que doassem US$ 200 milhões para fazer um Malba em São Paulo, o Abaporu ficaria no Brasil", explicou Costantini ao jornal argentino.

O empresário, criador da fundação que dirige o Malba, deseja que esse dinheiro seja destinado a construir o museu, à aquisição de obras de arte latino-americanas e ao financiamento de despesas dos dois museus.

 

Costantini doou ao museu portenho sua significativa coleção de obras de artistas da região.

Se o projeto avançar para um museu paulista, que também seria administrado pela Fundação Costantini, o empresário cederia a esse espaço parte da coleção do museu argentino que atualmente não se encontra em exibição por falta de espaço, acrescentou o Clarín.

 

"A ideia pareceu interessante a Dilma. Ela disse que iria analisá-la", assinalou.

 

A exposição "Mulheres, artistas e brasileiras" foi inaugurada por Dilma na última quarta-feira no Palácio do Planalto, por ocasião das celebrações do Dia da Mulher.

 

A mostra, que inclui cerca de 80 obras de artistas brasileiras do século XX, foi vista previamente, no sábado passado, pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua esposa, Michelle, durante a visita oficial do líder ao Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
'Abaporu'Dilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.