Empresária ensina a ser bela a vida toda

Hoje no Brasil, mais do que em qualquer outra época ou lugar do mundo, toda mulher (e quase todo homem) sonha em ter "beleza para a vida inteira". E é com esse título esperto que a empresária Cristiana Arcangeli está se lançando no mercado editorial, assinando um livro de auto-ajuda de beleza e saúde cheio de dicas e truques, bem ao estilo dos guias com embalagem de luxo com que a editora Senac se consagrou nos últimos tempos.Com capa dura e projeto gráfico sofisticado, Beleza para a Vida Inteira (Editora Senac, 232 págs., R$ 45, lançamento hoje, às 19 h, no Iate Clube de Santos, Av. República do Líbano, 315) insiste naquilo que todo mundo sabe mas não faz - cuidar-se deve ser um ritual diário e sagrado -, explicando cada etapa desse ritual, seja com a pele, o cabelo ou o corpo.De cara Cristiana insinua que não há mais beleza natural. Portanto, toda beleza hoje é construída, até a da própria Cristiana, uma mulher de mais de 40 anos e duas filhas - como mostram seus depoimentos e as fotos para as quais ela posa para ilustrar o livro. "Testei tudo em mim", afirma.Beautyaholic assumida, talvez tenha sido essa a razão do sucesso de Cristiana à frente da empresa de cosméticos Phytoervas, que ela criou em 1986 depois de ter-se formado em Odontologia. Hoje Cristiana comanda a distribuição de grandes marcas importadas como Clarins, Clinique e Chanel e a rede de lojas Phytá Cosméticos, apresenta um boletim sobre saúde e beleza na rádio Eldorado FM há seis anos e é colunista da revista Vogue. Em 98, vendeu sua Phytoervas para o grupo norte-americano Bristol Myers-Squibb, que já detinha a marca Clairol. No ano passado, a Procter and Gamble adquiriu ambas as marcas. EM 2002, Cristiana pretende trazer para o Brasil duas grifes de sucesso no mundo da beleza: a americana Estée Lauder e a canadense MAC, a preferida entre os fashionistas.Se você está disposto a ficar realmente mais belo, prepare-se (aliás, Cristiana se dirige apenas às mulheres no livro). Para começar, ela não admite ninguém que não se exercite pelo menos uma hora seis vezes por semana. Isso sem contar o xampu e tratamento para o cabelo, a limpeza, tonificação, esfoliação e hidratação da pele; a alimentação saudável e natural, a maquiagem básica, a manicure perfeita, os dentes brancos como a Lua. Ou seja, ficar bonito requer um bom investimento de tempo e de dinheiro. E alerta que qualquer dieta e qualquer iniciativa para condicionamento físico só passa a valer depois do terceiro mês.Ela não dispensa recursos como a lipoaspiração e a cirurgia plástica - tudo sempre num tom de muita ponderação, assessorada por médicos de sua agenda pessoal. Um dos exercícios mais surpreendentes do livro é o do "sutiã natural" para dar suporte aos seios: contrair o pescoço, contar até 3 e relaxar. "Faça 30 séries de 3 movimentos(...). Contra-indicado para quem aplicou botox no pescoço."Já para as partes em que a celulite ataca, Cristiana garante que os cremes anticelulite não são milagrosos mas ajudam muito: "Hidratam a pele, queimam a gordura localizada, estimulam a circulação, devolvem a elasticidade perdida e até suavizam casos brandos."O verão merece um capítulo especial, que fala dos efeitos benéficos e nocivos do Sol e até sugere um kit básico para a praia, além de orientar sobre filtros e bronzeadores. E é bom lembrar que esta é a época do ano que denuncia qualquer pneuzinho a mais. Portanto, mexa-se!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.