Yoan Valat / Pool via Reuters
Yoan Valat / Pool via Reuters

Emma Watson diz ser sua 'própria companhia' aos 29 anos

Atriz de 'Harry Potter' parou de se descrever como solteira e passou a se classificar como 'sua própria companhia' agora que enfrenta pressões sociais para se casar e ter uma família

Redação, Reuters

05 de novembro de 2019 | 17h29

LONDRES — A atriz britânica Emma Watson parou de se descrever como solteira e passou a se classificar como “sua própria companhia” agora que enfrenta pressões sociais para se casar e ter uma família.

A estrela de Harry Potter disse à revista Vogue britânica que lutou contra a ansiedade ao se aproximar dos 30 anos sem uma carreira estável, um relacionamento ou um filho. “Nunca acreditei nesse papo de ‘estou feliz solteira’”, disse ela à publicação, dizendo que mudou de opinião gradualmente.

“Levei muito tempo, mas estou muito feliz. Eu chamo isso de ser minha própria companhia.”

Não é de hoje que as mulheres enfrentam uma pressão particular para ter um parceiro e formar uma família, argumentam ativistas de direitos humanos, e mulheres solteiras mais velhas correm risco de serem vistas como dignas de pena, enquanto os homens tendem a ser considerados indivíduos livres que desfrutam da vida de solteiro.

“Se você não formou um lar, se não tem um marido, se não tem um bebê e está chegando aos 30, e não está em um ponto incrivelmente seguro e estável da carreira... existe uma dose incrível de ansiedade”, disse ela.

Emma, de 29 anos, é uma ativista destacada dos direitos das mulheres e uma embaixadora da boa vontade da ONU Mulheres, e ainda advoga a campanha HeForShe, que estimula os homens a defenderem a igualdade de gênero.

Ela também disse ter vivenciado experiências de sexismo, lembrando como sofreu uma discriminação de gênero a partir dos 8 anos de idade.

Tudo o que sabemos sobre:
Emma Watson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.