Em vídeo, eles julgam os próprios erros

O torcedor pode ver os lances polêmicos num vídeo do diretor Carlos Nader projetado num cubo gigante. As jogadas são comentadas por dois juízes, Márcio Rezende de Freitas e Carlos Eugênio Simon, protagonistas de alguns desses lances. Márcio é tido como autor de duas falhas gritantes. Em 1995, prejudicou o Santos na final do Campeonato Brasileiro ao validar gol impedido do Botafogo e anular tento legítimo do Peixe. Em 2005, deixou de dar um pênalti do goleiro Fábio Costa, do Corinthians, em Tinga, e ainda expulsou o volante do Inter por simulação. O pênalti poderia ter mudado o resultado do jogo e o destino da taça, que ficou com o Corinthians. Rezende admite os dois erros. / L.Z.O.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.