Em Londres, espanhóis em alta

Picasso, Goya e El Greco serão as estrelas de leilões na Christie's e na Sotheby's nos próximos meses

LONDRES, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2013 | 02h10

Obras de artistas espanhóis como El Greco, Francisco de Goya e Pablo Picasso serão os carros chefes dos leilões do verão londrino. As casas Christie's e Sotheby's apresentaram na sexta-feira exposições com suas ofertas para os próximos meses e oferecem um conjunto de obras que vai de tesouros medievais a quadros de Francis Bacon e Jean-Michel Basquiat.

Entre as 80 peças mostradas pela Sotheby's - de um total de 5 mil que devem ser leiloadas até o final de julho -, se destacam telas de El Greco. O quadro Cristo na Cruz, por exemplo, pintado entre 1600 e 1610, tem preço de arremate estimado entre £ 3 e £ 5 milhões - o mesmo valor que a casa espera alcançar com Santo Domingo em Oração, feito entre 1590 e 1596. Obras de El Greco não são encontradas com frequência em leilões, embora a Sotheby's tenha vendido o seu Enterro de Cristo em janeiro deste ano por cerca de US$ 1 milhão.

Junto aos trabalhos do pintor de origem grega, a Sotheby's apresentou O Pintor, uma tela feita pelo artista malaguenho Pablo Picasso em 1967, com preço de arremate estimado entre £ 5 e £ 7 milhões. Entre os quadros do gênio espanhol, a Christie's colocará em leilão pela primeira vez Visage Tourmenté, um grande prato de ouro maciço que foi mostrado ao público pela última vez há quatro décadas e que pode alcançar a faixa de £ 150 mil.

Outro artista presente nos leilões de verão é Francisco de Goya, de quem a Sotheby's leiloará duas folhas pertencentes ao álbum de desenhos Imagens da Espanha, que foi realizado entre 1815 e 1820 e tem um preço de arremate estimado em £ 1,2 milhão. Com os espanhóis, a Christie's tem como principal estrela da temporada um grande díptico do nova-iorquino Jean-Michel Basquiat (1960- 1988). A obra está avaliada em £ 15 milhões. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.