Em leilão, poemas eróticos de Jorge Amado

Poemas eróticos que o escritor Jorge Amado dedicou à primeira mulher, Matilde García Roza, quando ela tinha 17 anos e ele, 21 anos, serão leiloados em São Paulo, Rio e Belo Horizonte no dia 24. A cotação inicial é de US$ 180 mil. Os versos foram escritos em 1933 e mantidos em sigilo. Zélia Gattai, segunda mulher de Amado, é contra o leilão.Antes de sua morte, em 1986, Matilde García Roza entregou o manuscrito a seu sobrinho Ozires, sob o juramento de que somente o tornaria público depois da morte do escritor. Amado morreu em 6 de agosto do ano passado, quatro dias antes de completar 89 anos. Do casamento com Matilde ele teve uma filha que morreu de leucemia aos 15 anos, o que afetou a relação e culminou com a separação do casal. Em 1945, o escritor começou a viver com Zélia, que agora ocupa sua cadeira na Academia Brasileira de Letras. São raros os poemas conhecidos do romancista baiano, famoso em todo o mundo por obras como Capitães de Areia, Dona Flor e Seus Dois Maridos, Tieta do Agreste, Gabriela, Cravo e Canela, entre muitos outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.