Museu do Vaticano
Museu do Vaticano

Em imagens: mostra destaca período em que Da Vinci era pintor assalariado

Foram necessários cinco anos de negociações para conseguir reunir as mais de 60 pinturas e desenhos do artista

BBC Brasil

09 de novembro de 2011 | 10h21

A National Gallery, em Londres, abre nesta quarta-feira ao público a maior exposição de arte de Leonardo Da Vinci já realizada.

Foram necessários cinco anos de negociações e diplomacia para conseguir reunir as mais de 60 pinturas e desenhos do gênio renascentista, assim como obras feitas por discípulos e colaboradores.

"Os quadros estavam espalhados por mais de 20 cidades em 10 diferentes países, desde a Rússia aos Estados Unidos, passando pelo Vaticano", disse à BBC o curador da exposição Luke Syson.

Das 15 pinturas do artista que sobreviveram aos séculos, nove fazem parte da mostra.

 

A exibição Leonardo da Vinci: Pintor na Corte de Milão se concentra no período entre 1482 e 1499, quando ele trabalhava como artista assalariado para o Duque Ludovico Sforza.

Nesta época, Da Vinci pintou algumas de suas obras mais celebradas, como as duas versões da Virgem das Rochas, que serão vistas pela primeira vez lado a lado graças a um empréstimo do Louvre.

 

O artista também pintou um trio de retratos que revolucionou o gênero, entre eles o único que ele fez de um homem: o Retrato de um Músico.

 

A Belle Ferronnière pode ser um retrato da duquesa ou de uma das amantes do Duque de Milão e o mais elogiado dos três, Dama com Arminho, traz a amante de Ludovico Cecilia Gallerani, conhecida por sua beleza e inteligência.

 

Mais de 50 desenhos relacionados às pinturas estão sendo exibidos pela primeira vez, entre eles 33 esboços da coleção real.

Os diversos desenhos de Da Vinci pertencentes à Rainha Elizabeth 2ª foram provavelmente comprados durante o reinado de Charles 2º, mas só foram descobertos, por acaso, em 1778.

O escritor Charles Rogers escreveu: "O senhor Dalton felizmente encontrou o álbum de desenhos no fundo de um baú no começo do reinado da atual majestade (George 3º)".

Os bilhetes estão sendo vendidos com hora marcada e os organizadores recomendam que a compra seja feita com antecedência devido à alta procura.

Tudo o que sabemos sobre:
Leonardo da Vinci

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.