Elvis Presley é nomeado cidadão de Budapeste por apoiar levante antissoviético

Rei do Rock foi homenageado por causa de seu engajamento político

Efe,

03 de março de 2011 | 21h18

Elvis Presley recebeu inúmeras homenagens por suas músicas que o imortalizaram como o "Rei do Rock", mas seu engajamento político também rendeu ao cantor uma honraria nesta quinta-feira, 34 anos após sua morte.

Elvis foi nomeado cidadão honorário de Budapeste, na Hungria, por apoiar a revolução antissoviética de 1956. Além disso, a prefeitura da capital húngara decidiu dar o nome do ídolo a uma praça ou rua que será escolhida em votação pela internet.

Em janeiro de 1957, Elvis dedicou em uma famosa emissora de rádio americana sua canção "Peace in the Valley" à frustrada revolução de 23 outubro de 1956, esmagada em novembro do mesmo ano pelo exército soviético.

O "Rei do Rock" convocou mais de 30 milhões de ouvintes a arrecadarem doações e manifestou seu apoio aos jovens que pediam liberdade, independência e a retirada das tropas enviadas pela União Soviética.

O prefeito de Budapeste, István Tarlós, disse que, graças a este apelo, os americanos fizeram doações que chegaram anos depois à Hungria em forma de caixas redondas com uma cruz vermelha que continham chocolate, farinha e outros alimentos básicos, e que ainda hoje estão em diversos lares do país. EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Elvis PresleyBudapeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.