Elefante mata tratador e bloqueia estrada em Bangladesh

Segundo a polícia, animal integrava um grupo que era levado para realizar uma apresentação em um circo

Nizam Ahmed, da Reuters,

05 de junho de 2008 | 11h06

Um elefante de circo pisoteou até a morte seu treinador no sudeste de Bangladesh e depois correu por uma rodovia, assustando as pessoas, disse a polícia do país na quinta-feira. Segundo as forças de segurança, tudo começou quando o treinador atingiu o animal na cabeça com uma barra de ferro depois de o elefante ter resistido a caminhar por sobre uma ponte, perto da cidade de Barishal (280 quilômetros ao sul da capital do país, Daca), na quarta-feira. O elefante integrava um grupo de três animais dessa espécie que era levado para realizar uma apresentação em um circo, disse o chefe de polícia. Após esmagar o treinador, o elefante descontrolou-se e saiu correndo por uma estrada, onde o trânsito ficou interrompido por mais de duas horas até que o animal fosse preso a correntes. Cerca de cem dos 400 elefantes de Bangladesh vivem em cativeiro, sendo utilizados por circos, agências de trabalho e madeireiras legalizadas. Em média, cerca de 20 pessoas são mortas por elefantes selvagens no país, todos os anos, um número que vem aumentando devido à devastação das florestas.

Tudo o que sabemos sobre:
Bangladeshacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.