Eisner, o gênio e seu espírito

Uma exposição com originais inéditos de Will Eisner deveria ser obrigatória para qualquer um que tenha alguma ambição no território das histórias em quadrinhos. Eisner foi o maior mestre do gênero. Mas a mostra que a Gibiteca Henfil organizou, O Espírito Vivo de Will Eisner, que fica em cartaz desta terça até 18 de dezembro, é mais uma bela tacada de Marisa Furtado, a maior amiga brasileira de Eisner, que fez o único documentário sobre o grande artista americano quando este ainda vivia. Marisa fuçou nos arquivos de Eisner e descolou 106 desenhos originais de sua coleção, uma estátua em bronze de seu personagem Spirit (que será exposta pela primeira vez) e três histórias em que estão seus últimos desenhos. A estátua foi feita pelo artista e escultor Peter Poplaski, também autor de uma biografia de Robert Crumb.

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2011 | 03h08

Marisa visitou a família de Eisner na Flórida e entrevistou alguns dos maiores cartunistas da atualidade, em três mundos, para registrar a imensa admiração e influência do velho desenhista. "Tentei respeitar o caráter do Will, que preferia ser visto como um bom contador de histórias, mais que um desenhista primoroso", contou Marisa. "Há ali detalhes de um processo criativo que são invisíveis nas reproduções. Então reuni várias sequências narrativas e ilustrei com textos do próprio Eisner, banhei tudo com luz de teatro e cinema e fizemos o cenário pintado à mão, reproduzindo seu traço, sua linguagem."

Foram 120 horas só para desenhar a Tumba do Spirit - apelido da sala que abriga a estátua. Marisa foi quem reproduziu, em Belo Horizonte, um estúdio cênico que simulava o primeiro local onde Eisner desenhou suas histórias (quando jovem desenhista em Manhattan e aprendiz do mestre Jules Feiffer). Eisner, que esteve no Brasil sete vezes, ficou espantado com a sala. A mostra terá ainda galerias inspiradas nos mais importantes romances gráficos (graphic novels) do autor. / JOTABÊ MEDEIROS

O ESPÍRITO VIVO DE WILL EISNER

Quando: De 15/11 a 18/12. Onde: CCSP. Gibiteca Henfil. Avenida Vergueiro, 1.000, telefone 3397-4002. Quanto: Grátis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.