Divulgação
Divulgação

Educativos roubarão a cena no último final de semana da Bienal

Leve a família e aproveite as últimas atrações desta edição da mostra de artes de São Paulo

Carolina Spillari, do Estadão.com.br,

10 de dezembro de 2010 | 08h00

Os educativos roubarão a cena da programação neste último final de semana da 29ª Bienal. No domingo, 12, uma oficina ensinará como fazer um tambor.

 

Às 11h do domingo, 12, o público poderá escolher três educativos distintos. Um deles será sobre o Movimento Hip-Hop, outro será um show de africanismo com o grupo Manguerê e o terceiro será a apresentação da Orquestra de Sopros Jovem de Hortolândia.

 

Logo em seguida às 14h, quem gosta de tambor e quiser pôr a mão na massa poderá participar da oficina de confecção do instrumento, às 11h.

 

Também às 14h, haverá uma oficina da palavra com o Ponto de Cultura Casa da Ribeira. A proposta será trabalhar o uso poético e o exercício da liberdade através das palavras. Inscrições para as duas oficinas pelo link.

 

Um bom programa para levar as crianças, um dia antes, no sábado, às 11h, pode ser o educativo os Fuxiqueiros, do grupo Pombas Urbanas. Como referência para o espetáculo foram usados os contos de O Baú de Histórias, de Gail E. Haley, O Monstruoso Segredo de Lili e Angélica Glitz. Será no Terreiro Dito, Não Dito, Interdito, na área externa da Bienal.

 

Outra opção para maiores de 13 anos, no mesmo horário, é Ser tão caipira, do Ponto de Cultura Sia Santa. A companhia fará um resgate do jeito de ser do caipira, com todos os elementos de sua riqueza cultural, no Terreiro O Outro, o mesmo.

 

Na sexta-feira, às 14, quem estiver circulando pelo Ibirapuera poderá ver uma batalha de serpentina no Terreiro o outro, o mesmo. Será uma ocupação lúdica com o DJ Zé Octávio que tocará músicas de Carnaval.

 

Debates - No sábado, 11, às 15h, no Terreiro A pele do invisível, TT Catalão e Jorge Mautner estarão no debate Contradições: fica o erudito pelo não dito.

 

Áudios de debates sobre arte contemporânea estarão disponíveis no terreiro Eu sou a rua. As vozes são de Carlos Vergara, Moacir dos Anjos e outros ícones das artes plásticas do Brasil. As sessões acontecerão na sexta (dia 10), às 14h e 19h; e no domingo (dia 12), às 14h e às 16h.

 

Serviço

Bienal de São Paulo 

Onde: Pavilhão Ciccillo Matarazzo do Parque Ibirapuera (entrada pelo Portão 3)

Tudo o que sabemos sobre:
Educativos29ª Bienal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.