'Educação' estreia com três indicações ao Oscar

O escritor inglês Nick Hornby sabe como criar personagens que transitam entre o tédio e as coisas boas da vida. Daí o sucesso de títulos como "Alta Fidelidade" (2000) e "Um Grande Garoto" (2002), ambos contando a história de dois homens aparentemente irresistíveis, mas que precisam encontrar um sentido para a vida. O mesmo ocorre em "Educação", que estreia hoje só que, desta vez, o personagem principal é uma menina, a adolescente Jenny (interpretada por Carey Mulligan).

AE, Agencia Estado

19 Fevereiro 2010 | 11h03

Indicado a três prêmios Oscar - nas categorias de Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Filme e Melhor Atriz - o longa é adaptado por Hornby das memórias da jornalista Lynn Barber, publicado originalmente na revista literária Granta. O longa tem direção da dinamarquesa Lone Scherfig e é a primeira vez que o autor britânico escreve uma adaptação para o cinema de um outro texto, que não o seu.

O filme conta a história da brilhante estudante Jenny, de 16 anos, prestes a entrar a universidade de Oxford. Vivendo no início da década de 60, pós Segunda Guerra e pré-Beatles, a menina é educada sob as rígidas regras morais da Inglaterra. Seu pai, interpretado por Alfred Molina, vê na filha o futuro da família, até que ela se apaixona por David (Peter Sarsgaard), que tem por volta de 30 anos.

Inteligente, a menina vive em um indescritível tédio aguardando até que a idade adulta chegue, pois é apaixonada pelas coisas boas da vida. Gosta de canções francesas e sonha em se mudar para Paris, onde tudo parece acontecer. Ao encontrar David, um homem rico, ela vê abrir diante de si as portas para a felicidade.

Apesar de não ter a mesma cultura que a jovem, David sabe bem como se divertir levando a garota a leilões de artes, a salões de baile e até mesmo a Paris. Ingênua, ou não, Jenny deixa-se seduzir sem perceber com quem estava lidando. Afinal, apesar de suas insistentes perguntas, não se sabe como ele ganha dinheiro para sustentar tanto luxo. Ao ter de escolher entre a educação formal e os prazeres da vida, a menina se vê em um dilema difícil de lidar. As informações são do Jornal da Tarde.

Mais conteúdo sobre:
cinema estreia Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.