Editoras oferecem R$ 14 milhões por memórias de Keith Richards

Autobiografia do roqueiro do grupo Rolling Stones é disputada

REUTERS

26 de julho de 2007 | 10h32

A disputa entre várias editoras pelos direitos de publicação da autobiografia do roqueiro Keith Richards elevou o adiantamento a ser pago ao co-fundador dos Rolling Stones para cerca de R$ 14 milhões (US$ 7,3 milhões). O jornal New York Post afirmou na edição desta quinta-feira que os lances acabaram se concentrando entre duas editoras: a HarperCollins, unidade da News Corporation, e a Little Brown, uma divisão da Hachette Filipacchi.   Como há um impasse entre as duas em relação ao preço, disse o Post, citando uma fonte não identificada, a escolha ficará por conta do editor e da campanha de marketing planejada para o livro.   De acordo com o jornal, a única meta de Keith Richards é superar o adiantamento de quase R$ 10 milhões (US$ 5 milhões) obtido por Eric Clapton para sua própria autobiografia, prevista para ser lançada em outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
Keith Richards

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.