Editora responde a herdeira de Graciliano

A editora Record divulgou nota ontem em resposta à carta enviada aos jornais recentemente por Luciana Ramos, herdeira do escritor Graciliano Ramos, na qual acusava a editora de não dar tratamento correto aos livros do autor. No texto, enviado às redações por e-mail, Luciana criticou as edições de Graciliano considerando-as obsoletas e equivocadas. Luciana Ramos é herdeira de Graciliano ao lado de outros 13 familiares.A Record, por meio de sua assessoria de imprensa, divulgou ter recebido nota de desagravo dos outros herdeiros pelas críticas recebidas. Entre eles, está a única filha ainda viva do escritor, Luiza Ramos. Graciliano Ramos é um dos maiores clássicos da literatura moderna brasileira. Com Raquel de Queiroz, Jorge Amado e José Lins do Rego, entre outros, foi um dos principais renovadores do regionalismo.Em vida, Graciliano pouco vendeu, chegou a ser preso pela ditadura Vargas. Depois de morto, sua obra ganhou grande importância e caiu no agrado do público e da crítica. Vidas Secas, um de seus livros mais conhecidos, já vendeu mais de um milhão de exemplares e foi adaptado para o cinema, assim como São Bernardo e Memórias do Cárcere.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.