Arquivo/AE
Arquivo/AE

Editora de 'Harry Potter' nega acusação de plágio

Segundo Bloomsbury, J.K. Rowling é acusada de roubar a ideia para seu personagem do escritor Adrian Jacobs

AP,

16 de junho de 2009 | 13h00

A editora dos livros da série do menino bruxo Harry Potter anunciou nesta terça-feira que pretende defender-se de um processo de plágio movido contra a escritora J. K. Rowling.

 

Por meio de um comunicado, a Bloomsbury Publishing informa que, no processo, a autora da série de êxito mundial é acusada de roubar a ideia para seu personagem de um escritor chamado Adrian Jacobs.

 

O autor em questão já morreu, mas o processo está sendo movido pelos responsáveis pelo patrimônio deixado por ele. A Bloomsbury qualificou a acusação de plágio como "desprovida de fundamento, substância e verdade".

 

Ainda de acordo com a editora, J. K. Rowling, que tornou-se uma das mulheres mais ricas da Grã-Bretanha por causa do sucesso de Harry Potter, "nunca ouvira falar antes de Adrian Jacobs nem havia visto, lido ou tomado conhecimento" do livro dele.

 

A Bloomsbury afirma que o livro de Jacobs, Willy the Wizard, teve distribuição limitada. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
'Harry Potter'JK Rowling

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.